Diego Rivera, O Muralista Mexicano

By -

Diego Rivera, nasceu em Guanajato, México em 1886. Fez os seus estudos mais importantes na Academia de Bellas Artes de San Carlos, no México e que iniciou aos dez anos de idade. Foi expulso em 1902 por participar de uma greve estudantil.

O sucesso da sua primeira exposição, cinco anos depois, valeu-lhe uma bolsa do governo de Veracruz para prosseguir a sua formação em Espanha. Cursou a Escola de São Fernando, em Madrid, e viajou pelas principais cidades da Europa ocidental, até se fixar em Paris, em 1907.

Diego Rivera regressou ao México e dedicou-se à pintura mural, onde desenvolve um trabalho grandioso, com grande expressividade.

Em 1929 casou-se com a pintora mexicana Frida Kahlo. Aliás, o seu percurso é marcado pela relação amorosa com esta pintora. Conheceram-se por meio da fotógrafa norte-americana Tina Modotti, militante comunista. Ao ter contacto com os quadros da pintora mexicana, Rivera ficou impressionado com a “personalidade artística própria” de Khalo. A relação dos dois foi bastante conturbada e durou até a morte da pintora em 1954.

tay0 0074 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Diego Rivera e Frida Khalo © Bettmann/CORBIS

Em 1930 Rivera foi para os Estados Unidos onde permaneceu cerca de 4 anos. Realizou diversas exposições e pintou grandes murais em São Francisco, Detroit, e Nova York- Rockefeller Centre.

Diego Rivera morreu em 25 de Novembro de 1957, na Cidade do México, e deixou inacabado, o seu mais ambicioso e gigantesco projecto, um mural épico sobre a história mexicana para o palácio Nacional.

Principais Influências de Diego Rivera

A sua permanência na Europa enriqueceu-o muito em termos artísticos, pois teve contacto com muitos pintores da época como Pablo Picasso, tendo frequentado em Paris o seu círculo e foi influenciado pelo cubismo, estilo artístico baseado na geometrização das formas.
Salvador Dalí, também influenciou as suas obras tendo este feito experiências no Cubismo. Juan Miro, e o arquitecto catalão Antoni Gaudí, todos modernistas e com técnicas que influenciaram a sua obra.

rivera124 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Marinheiro a Tomar o Pequeno Almoço, / Marinero almorzando, Diego Rivera 1914


rivera3 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Retrato de Martin Luis Guzman, Diego Rivera, 1915

rivera12 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Paisagem Zapatista. Diego Rivera, 1915


O Neo-realismo

O muralismo mexicano

O muralismo mexicano, considerado o Renascimento da arte mexicana, foi um movimento artístico singular e de extrema importância para a arte mundial do século XX.
Esta arte está intimamente relacionada com a revolução mexicana de 1910 e os ideais comunistas que lhe estavam subjacentes, aliás foi José Vasconcelos, Ministro da Educação Pública do período pós-revolucionário, o principal impulsionador deste movimento, ao pôr à disposição dos pintores as paredes dos edifícios públicos do México.

O muralismo mexicano foi um dos últimos movimentos estéticos em que se verificou a integração das três artes, a pintura, a escultura e a arquitectura. O que de facto transmite a sua importância e monumentalidade. A representação formal na sua obra reflecte uma mistura de influências estéticas que vão do realismo ao expressionismo e passam pela arte renascentista italiana dos séculos XV e XVI.

Toda a mensagem transmitida pelas obras muralistas está imbuída de ideais comunistas, abordados de uma forma mais idealista e utópica, em Rivera, mais crítica e pessimista, em Orozco ou mais convicta e interventiva, em Siqueiros.

Rivera também trabalhou fora do México. Entre 1930-1934, trabalhou no fresco do Rockfeller Center, em Nova Iorque, que foi destruído antes de terminado. Neste fresco Rivera fazia a exaltação do comunismo e uma crítica dura do capitalismo, “mostrava ao mundo a convicção optimista de que “um dia” o homem será dono do seu destino em vez de ser empurrado para lá e acolá por forças que ele não é capaz de controlar”. Rockfeller não gostou e destruiu a obra. Rivera reproduziu outra igual no México.

270771931 d124aae1a1 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

O Arsenal, Frida kahlo distribuido Armas, Diego Rivera, 1928 © imagem por moosoid9


Murais e Obras de Rivera


c Diego Rivera, O Muralista Mexicano

sdc10408 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Pintura de um Fresco, 1931, Diego Rivera

1472644197 387cef172c b Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Exemplo de Mural de Diego Rivera

rivera103 Diego Rivera, O Muralista Mexicano

O Mundo de Hoje e de Amanhã, Diego Rivera, 1935

rivera 1932 detroit industry north Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Industria Norte de Detroit, 1932, Diego Rivera

uniaosovietica Diego Rivera, O Muralista Mexicano

Desfile do 1º de Maio em Moscovo, Diego Rivera, 1956


Grande  Pintor e  Politico! ” Eu pinto o que vejo!”, Diego Rivera

6 Comments to Diego Rivera, O Muralista Mexicano

  1. Gostaria de saber de quem é este artigo, pois estou utilizando-o em minha monografia.
    No aguardo

  2. agatha nayane de almeida ribeiro

    adorei pois não tive o trabalho de ficar procurando foi rapidinho

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

More in Arte, Cultura, Política (52 of 91 articles)